segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

SEGUNDO DIA DE VIAGEM

17 de fevereiro de 2008 (Domingo)























17 de fevereiro de 2008 (Domingo)
Acordamos bem cedo para tomar o café da manhã e seguirmos aos free-shop. Objetivo único: comprar a nossa máquina digital para registrar todos os momentos da viagem (por isso não havia uma foto do primeiro dia de viagem). La Negra não colaborou na saída: após 5 minutos de "pedalada", ela resolveu funcionar. Pequena - e única! - preocupação com a moto na viagem. Depois disso, nada mais incomodou nessa máquina maravilhosa!
12h: Entrada no Uruguay - foi tudo muito tranqüilo, preenchemos as fichas que eles solicitaram, o Cris tinha o passaporte em mãos (que foi carimbado) e eu, minha identidade nova, com um mês de idade (eles não aceitam identidades antigas, como fotos de criança ou estragadas! É bom confecionar uma nova antes de viajar!). A "Policia Caminera" nem pediu para ver a documentação da moto, apenas confirmaram com o Cristian se a moto era dele e mandaram seguir viagem.
12h40: Chegada a La Coronilla, parada no posto de combustível. Aqui, me apavorei com um Fiat Spazio (tipo 147), caindo aos pedaços, todo enferrujado, que levava uma família (pai, mãe e filho). O tanque de combustível era improvisado: o abastecimento era feito no porta-malas do carro, através de uma garrafa plástica de +- 20 litros, ligada a uma mangueira que levava a gasolina ao carburador. O dono do carro se encantou com La negra e pediu para tirar uma foto com o seu celular... que era de última tecnologia, com máquina fotográfica e filmadora! A praia é muito bonita e quase deserta - a vontade de tomar um banho de mar bateu forte, mas tínhamos ainda muita estrada e outras coisas a conhecer. Vejam nas fotos. Seguimos viagem.
13h30: Fortaleza Santa Tereza e Parque Santa Tereza. Dois lugares imperdíveis!! Uma visita muito legal a um forte construído em 1762. Vejam nas fotos as dependências do forte, muito bem conservadas (a cozinha, a igreja, a enfermaria). O Parque é muito lindo, enorme, e comporta muitas praias, entre elas a famosa por ondas ótimas para o surfe: La Moza. Também aparece nas fotos, assim como a praia do Cerro Chato (plano de fundo na foto que abre esse site).
16h: Chegada em Punta del Diablo. Uma vila de pescadores LINDA, super simples e bem cheia de gente... amei o lugar, perfeito para passar o dia. Insisti com o Cristian para dormirmos lá, pois o astral daquele lugar era muito bom! Foi difícil encontrar uma cabana para apenas uma noite, mas às 17h encontramos o "resort" Brisa de Mar (conjunto de 4 pequenas cabanas) e nossa casa "número 4" (nosso número da sorte!). Digamos que não foi bem uma sorte, mas dava pra passar a noite... aproveitamos para jantar no bar chamado Neptuno, que nos ofereceu a melhor janta da nossa viagem (e olha que a concorrência foi disputada!): strogonoff de camarão e pescado do dia com papas fritas (vejam a foto). Sobremesa: barras de dulce de leche caseiras. Um vento forte e frio tomou conta da praia à noite.

CURIOSITIES:
Adorei ver a maneira como os homens uruguaios se cumprimentam quando se vêem: com um beijo na bochecha.
Aqui, a marca de sorvetes Yopa tem outro nome: Frigol. E creio que a Crufi seja a Kibon deles.
Adorei descobrir um yogur integral de Dulce de Leche, da Conaprole. Cris gostou de um yogur frutado, de morango. Disse que lembrou do antigo Yoplait - alguém lembra?
É engraçado ver os uruguaios e turistas andando pela praia carregando garrafas de 1,5L ou 2L de água Salus (ótima, levinha, a mais bebida). O supermercado não vende garrafinhas de 500mL, achei isso bem curioso.

2 comentários:

Lu Geiger disse...

Tem certeza de que vocês não foram para o nordeste brasileiro?!? Pois as fotos lembram muito algumas cidades de lá...

Diários de uma viagem disse...

Pois é, guria, lembrou tb algumas praias de Floripa... muito, muito lindo! Um lado uruguaio que eu amei conhecer! E como vale a pena!! nemfica tão longe assim, pois é bem na entrada do país!! Mil beijos!